OUVIDORIA BRASIL TRANSPARÊNCIA DENÚNCIA ONLINE

Crea-RO fiscaliza áreas da Engenharia Agronômica no Estado

imprimir

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Rondônia (Crea-RO) iniciou nesta semana no período de 10 a 14 de agosto, fiscalizações nas hortas, viveiros, agropecuárias e empresas de viação agrícola do estado, com o objetivo de coibir o exercício ilegal das profissões, visando levantar a participação e acompanhamento de profissionais das áreas da engenharia agronômica. Nesta fase as ações serão realizadas nos municípios de Vilhena, Cacoal, Rolim de Moura, Ji-Paraná e Porto Velho.

Segundos os coordenadores da Câmara Especializada de Engenharia Agronômica e Florestal, Engenheiro Agrônomo Thiago Castro e Engenheiro Florestal Ailton Pacheco Dias do Crea-RO, a produção agrícola e florestal quando conduzida por profissionais especialistas sob as condições necessárias de boas práticas sanitárias, diminuem o uso abusivo de agrotóxicos e aumenta a eficiência, reduzindo os acidentes e o risco de contaminação no campo, além de proporcionar o melhor equipamento individual aos trabalhadores na aplicação destes produtos químicos. Desta forma, previne o aumento de perigos que possam afetar, de forma adversa, a segurança e a propriedade para o consumo dos produtos agrícolas.

De acordo com o presidente do Crea-RO, Rafael Macêdo, o controle desses agentes biológicos e químicos é imprescindível para que os produtos agrícolas não ofereçam risco à saúde do consumidor. “As boas práticas agrícolas se referem às práticas e procedimentos estabelecidos para a produção primária que objetiva o controle de perigos, a produtividade e a qualidade. Neste contexto, a fiscalização tem como principal função inspecionar em todos os locais a presença de Engenheiros Agrônomos", completou Macêdo.

O gerente do departamento de fiscalização, Engenheiro Civil Siguimar Francisco da Cruz, afirmou que além das fiscalizações nas hortas, a equipe de fiscais realizará as inspeções nos viveiros, agropecuárias e empresas de viação agrícola, levantando a participação de engenheiros agrônomos e florestais nessas áreas.

Os coordenadores da Câmara Especializada de Engenharia Agronômica e Florestal, afirmam que o receituário agronômico é um documento prescrito por engenheiros agrônomos e engenheiros florestais para orientar os produtores rurais sobre a utilização de defensivos agrícolas. A sua emissão é obrigatória para a compra de qualquer defensivo agrícola registrado pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), conforme a Lei 7.802/89. Segundo os representantes do Conselho, uma das principais vantagens do receituário agronômico é que ele só pode ser emitido após a visita de um profissional habilitado à propriedade. Essa característica é fundamental para que os defensivos agrícolas sejam utilizados apenas se necessário e sempre com a orientação de um especialista no assunto, o que é essencial para o meio ambiente e benefício ao produtor.

Fonte: ASCOM
Atualizado em 13/08/2020 14:10


ENQUETE

:::::::::::::::Aguarde Nova Enquente:::::::::::::::

.
ELEIÇÕES 2020MútuaEditais & LicitaçõesCADASTRO ONLINE DE REGISTROS PROFISSIONAL E EMPRESAEntidades ParceirasCREAROJRCÂMARAS ESPECIALIZADASPortal Transparência

CONFEA Mutua

Redes Sociais

  • Facebook Youtube Instagram
CREA
Rua Elias Gorayeb, nº 2596 - CEP 76803-903
Bairro: Liberdade - Porto Velho - RO
Telefones: (69) 2181-1098
Atendimento ao Público
Seg à Sex das 8h00 às 14h00
Atendimento On-Line de
Seg à Sex das 8h00 às 18h00
Mapa do Site | Política de Privacidade
© Todos os direitos reservados 2019